Comentaristas criticam fala de Unay Emery sobre Neymar: “Não sabe lidar”.

Caio Ribeiro e Walter Casagrande dizem que treinador do PSG errou nas declarações ao falar que a prioridade era deixar o atacante brasileiro feliz

nai Emery abriu o jogo sobre o tamanho de Neymar no Paris Saint-Germain em entrevista para a revista espanhola “The Tatical Room”, mas isso não caiu bem. Presentes na bancada do “Seleção SporTV” nesta sexta-feira, os ex-atacantes – e hoje comentaristas – Caio Ribeiro e Walter Casagrande criticaram firmemente a fala do técnico do clube francês.

Se você não leu a entrevista, tudo bem. Resumidamente é o seguinte: Emery disse que a prioridade dele no PSG era fazer Neymar feliz. Mas Caio e Casão foram totalmente contrários à opinião do técnico espanhol. Para o ex-atacante de Flamengo, São Paulo e Inter de Milão, Emery já não tinha mais a capacidade de gerir o vestiário do time francês e isso ficou visível na eliminação para o Real Madrid na Liga dos Campeões.

– Um dos grandes pilares do sucesso de um treinador é a gestão de grupo, como você vai lidar com jogadores desse tamanho. Tive a sensação de que o Emery não sabe lidar com jogadores do nível do Neymar. Fui assistir a PSG e Real Madrid em Paris. Quem mais me irritou dentro de campo foi o Pastore. Porque ele entrou no meio do jogo e me deu a sensação de que o Emery perdeu o grupo. Ele foi relapso, não corria atrás da bola. Como se estivesse com a sensação de “você vai me por agora que a gente não tem mais o que fazer?” O problema não é só o jogador, mas sim o treinador.

Para Casão, não existe a possibilidade de querer deixar apenas um jogador feliz. Segundo ele, mesmo na época do Santos de Pelé isso não acontecia. O ex-atacante afirma que o importante é deixar o time feliz, seja qual for o jogador que esteja lá.

– Você não tem que fazer jogador nenhum feliz. Tem que fazer o time feliz. Todos os jogadores têm que se sentir importantes e felizes para o time funcionar. Você pega os jogadores do Santos da epóca do Pelé, como Lima, Edu… todos eles eram felizes, mesmo sabendo que o Pelé ia decidir o jogo e era o melhor do mundo, mas todo mundo estava feliz. A minha crítica é em cima do treinador. Nunca vi nenhum treinador falar isso. Com certeza não cai bem para nenhum jogador, só para aquele que ele disse que vai ficar feliz.

FONTE:GloboEsporte


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *