CRICIÚMA- Escolas da região recebem mais de R$ 550 mil para reformas

unnamed (3)

Duas escolas estaduais serão reformadas, uma em Içara e outra em Criciúma. As obras devem começar na próxima semana, as ordens de serviço já foi entregues.

Mais de R$ 550 mil serão investidos em escolas da região. As ordens de serviço foram entregues nesta terça-feira (10/06), duas escolas da região serão reformadas – a Escola de Educação Básica Alaíde Tabalipa, de Içara, e Escola de Educação Básica Coelho Neto, de Criciúma. O investimento é do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional –  Criciúma.

“Um ambiente bem preparado e reformado vai contribuir para o aprendizado destes jovens e crianças. É nosso dever oferecer um espaço adequado ao ensino. Dessa vez entregamos duas ordens de serviços, mas na SDR já tramitam outros convênios. Educação é uma das bandeiras que seguramos. Após a reforma, conto com o apoio dos estudantes e professores para manter o local preservado e bem organizado”, ressalta o secretário regional, João Fabris.

Fabris entregou às duas escolas o termo de autorização para acompanhamento de obra, que tem como característica habilitar a direção da escola e a Associação de Pais e Professores (APP) para fiscalizar a reforma.

“Com este documento eu passo para os diretores e presidentes de APP a responsabilidade de fiscalizar as obras. O engenheiro da SDR faz as vistorias, porém, vocês devem fiscalizar diariamente o andamento dos trabalhos”, explica.

A reforma tem prazo para iniciar e terminar e as datas serão seguidas rigorosamente. “O importante é ver as escolas prontas. Iniciaremos na próxima segunda-feira e o prazo de término é em 120 dias. Tenho uma equipe de profissionais para cada escola e tudo será realizado com produtos e serviço de qualidade”, garante Nelson Guidi, responsável pela empresa vencedora da licitação.

Para os diretores a sensação é de dever cumprido. “Vamos trabalhar juntos e estamos muito felizes. Nossas crianças merecem aprender em um ambiente no qual haja qualidade de ensino, mas também infraestrutura. Queremos uma escola mais bonita e segura para eles”, ressalta a diretora da Escola de Educação Básica Coelho Neto, Gracilene Mondardo.

“Muitas pessoas, hoje adultos, estudaram aqui durante a juventude. Sempre digo a estas crianças que a escola não é minha e não tem um dono específico, mas sim nossa, de todos. Portanto, é nosso dever mantê-la organizada e bem cuidada”, saliente o diretor da Escola de Educação Básica Alaíde Tabalipa, João Batista Figueiredo Filho.

Foto: Diego Colombo

unnamed (5) unnamed (6) unnamed (7) unnamed (8) unnamed (10) unnamed (11) unnamed (12) unnamed (13) unnamed (4)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *