Escola da Regional de Criciúma implanta Centro de Memória com arquivos desde 1940

Escola da Regional de Criciúma implanta Centro de Memória com arquivos desde 1940

 

Para valorizar a história da Escola de Educação Básica (EEB) Barão do Rio Branco, em Urussanga, foi criado o Centro de Memória que mostra a trajetória da escola por meio de fotografias e documentos desde a década de 40.

O secretário-adjunto da Secretaria de Estado da Educação Gildo Volpato, e a gerente de Educação de Criciúma, Jucilene Antônio Fernandes, visitaram a escola nessa segunda-feira, 5, para conhecer o projeto. “Este é um gesto de valorização da história local e regional que proporciona aos estudantes enriquecimento cultural. Sempre apoiaremos iniciativas como essa”, afirma Volpato.

A iniciativa partiu do projeto Educação Patrimonial: conhecer para preservar, que trabalha com jovens do ensino médio a valorização da cultura e o estímulo pelo interesse da preservação. O projeto foi orientado pela professora Juliana Geraldi Yamaguti, na disciplina de Sociologia, e teve a parceria da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc). “É uma maneira de mostrar à comunidade escolar que um arquivo é vivo e não morto como muitos ainda pensam. Arquivos contam histórias”, destaca a professora Juliana.

O Centro de Memória já pode ser visitado, mas o término da organização está previsto para 2019.

Legenda foto: Estudantes que participam do projeto ‘Educação Patrimonial: conhecer para preservar’ receberam na escola o secretário-adjunto Gildo Volpato.
Foto: Divulgação

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado da Educação

(48) 3664 0162

www.sed.sc.gov.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *