O CENÁRIO POLÍTICO MUDOU!

Moçada, com o golpe fracassado, a direita cheirosa cresce pra cima do Capetão. Não no sentido de superá-lo, e sim, numa divisão de tarefas. Ao genocida está reservado o papel de alimentar as baixarias contra o PT, desde a sustentação de que a crise é culpa do Lula, até a “luta árdua contra o comunismo”.

Isso abre o caminho pra que nossos reais adversários construam sua plataforma. Se o Capetão tivesse êxito em seu movimento golpista, estes, refiro-me ao PSDB, DEM, MDB e outros, dariam um jeito de tirar proveito.

As argumentações que embasam o movimento que realizam neste dia 12/9, é um prenúncio deste novo momento. Já não é mais o Miliciano quem dá as cartas.

Difícil saber qual acordo em relação aos seus crimes e de seus filhos. Como não teve força pra golpear, ficou refém do sistema.

PT, PSOL e movimentos combativos, serão empurrados para o isolamento. Agora é que o bicho vai pegar. Sei que PSD, PSB e outros partidos com alinhamento ideológicos assemelhados, não tem feito a diferença em nossas lutas do dia a dia. Mas, principalmente por iniciativa do comando nacional do PT e Lula, estava se estabelecendo uma articulação, que de alguma forma dividia o campo da direita. Estes, acredito que farão a opção em favor de nossos adversários naturais, ou seja: com tucanos, DEM, NOVO, PODEMOS…

Resta saber se esta tendência se confirma. Ao meu ver, pra que tenham sucesso, dependerão de iniciativas que aponte na direção da recuperação econômica, bem como um bolsa família turbinado pra produzir a sensação que há mudanças em curso.

Pra isso, duas situações são fundamentais: Impedir que o Capetão se aproprie destas iniciativas. 2°- Convencer a elite que o momento exige destruir menos ( pelo menos por alguns meses de 2022).

Quanto ao PT, PSOL e todo time combativo, cabe construir um projeto onde as pessoas se sintam contempladas, seja tributando quem tem renda, patrimônio. Em contra partida, aliviando pra quem ganha até 7 mil/mês, emprego, recuperação do salário, reforma agrária, fiscal, política… por exemplo. Isso, combinado com muita mobilização por nossa soberania, meio ambiente, liberdade/igualdade.

Não existe mágica! Ou trabalhamos, fazendo a disputa, ou teremos muitas dificuldades no 2° turno de 22. Só pra lembrar…as instituições voltaram a funcionar.????

Valeu!

No dia 10/9, uma contribuição do João, um operário em construção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *