Operação Primavera

Operação Primavera

 DSC_0012

A primavera marca em Santa Catarina uma época de fortes chuvas. É neste período que ocorreram as maiores séries históricas de inundações e tempestades com granizo e vendavais. Pensando na segurança dos catarinenses o Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado da Defesa Civil (SDC) inicia na próxima quarta-feira (26) a “Operação Primavera”.

O objetivo é agir preventivamente, integrando todos os órgãos e instituições catarinenses, em ações preventivas conjuntas nos municípios. Da mesma forma, a Operação busca aumentar a percepção de riscos da população demonstrando a importância de cada pessoa na redução de riscos.

Neste período serão desenvolvidas ações preventivas, baseadas em eventos típicos com foco na mitigação do desastre e na prevenção, ampliando a resiliência dos municípios.

Esta ação reflete a preocupação da Defesa Civil de SC que hoje é considerada referência internacional no fomento de cidades e comunidades resilientes.

“Completamos 10 anos após o evento climático do Morro do Baú, um divisor de águas para nossa cultura de Proteção e Defesa Civil catarinense, muitos conceitos foram rediscutidos, aperfeiçoados, avanços tecnológicos e estruturais ocorreram à partir daquele difícil momento em todas as instâncias de Defesa Civil e das instituições parceiras, que hoje trabalham muito mais integradas”, comentou o Secretário de Estado da Defesa Civil, Coronel Bombeiro Militar João Batista Cordeiro Junior.

O lançamento da Operação Primavera será realizado no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Santa Catarina (CIGERD) durante vídeo conferência entre os vinte CIGERDs Regionais. Na próxima quarta-feira (26), ás 10 hs.

Previsão Climática

Segundo análise técnica da Gerência de Alertas da Secretaria de Estado da Defesa Civil, com base na previsão climática elaborada pelo Fórum Climático (EPAGRI/CIRAM e IFSC), esta primavera deve registrar chuva dentro da média e temperaturas acima da média climatológica.

Setembro e outubro marcam a transição entre o inverno e o verão, dando início às chuvas de primavera com totais mensais mais elevados em relação aos meses anteriores. Na primavera aumenta a incidência de temporais com granizo e ventania em nosso Estado, com acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo e períodos de estiagem. As regiões com maior recorrência de temporais são as regiões Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina.

A chuva no trimestre é causada pela passagem de frentes frias, por Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM), que provocam chuvas mais intensas no Oeste e Meio Oeste. Até outubro a atuação de ciclones extratropicais próximos ao Litoral Sul do Brasil, podem ocorrer com frequência, trazendo perigo às embarcações no Litoral. Com ventos fortes e mar agitado, que muitas vezes resultam em ressaca.

45 anos de Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina completou em 2018 45 anos de atividades. Hoje o sistema de proteção e defesa civil catarinense é referência internacional. O principal ponto é a forma integrada de administrar e planejar. Todo o sistema foi pensado para ser auto suficiente sem onerar a máquina administrativa do Estado. Segundo a Organização das Nações Unidas, para cada dólar investido em prevenção ocorre uma redução de sete dólares nos prejuízos.

O objetivo foi estruturar Santa Catarina para enfrentar todas adversidades. Um grande projeto de construção e readequação de barragens foi colocado em prática. Dentro deste contexto surgiu o conceito do Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres de Santa Catarina (CIGERD), interligado a ele estão os vinte (20) Centros Regionais que foram estrategicamente distribuídos pelo estado com base na reincidência de fenômenos, número de habitantes e localização geográfica.

Estas regionais são edificações autosuficientes em comunicação e energia, ou seja permanecem operacionais mesmo nas mais difíceis situações. Junto ao CIGERD temos o Centro de Monitoramento Climático que responsável pela emissão de alertas. Santa Catarina foi o Estado modelo para a implantação deste serviço. Atualmente oferece informações seguras com base nos dados gerados pelos três radares que fazem a cobertura total do território catarinense. Em breve também com imagens de satélite em tempo real.

Já no Centro Integrado de Operações, ponto Central na Operação Primavera, é o local onde todas agências de governo irão trabalhar de forma integrada no acompanhamento e gerenciamento de crises e desastres garantindo uma resposta mais rápida à população.

Com a nova estrutura foi possível setorizar as ações planejadas e expandir o rol de atividades, passando a atuar não apenas nas calamidades, mais no dia a dia da população. Assim a atual Defesa Civil de Santa Catarina se preocupa com todos os fatores que possam colocar os catarinenses em risco.

Alertas por SMS

Santa Catarina foi o Estado pioneiro no serviço de emissão de alertas por SMS. A notificação é mais uma ferramenta para comunicar a população sobre situações iminentes de desastres, emergência ou estado de calamidade pública. O serviço é gratuito e está disponível para todos os usuários de telefonia móvel.

Para receber notificações de emergência basta cadastrar o CEP que deseja ser monitorado. Envie um SMS com o CEP (com ou sem hífen ou espaço) para 40199. Quem já possui cadastro não precisa se registrar novamente. Para incluir novo CEP, basta repetir o procedimento. O serviço é gratuito. Para consultar um CEP cadastrado, o usuário deverá enviar a mensagem “consultar” para o número 40199. O usuário receberá mensagem avisando se existe ou não algum CEP cadastrado para aquele número de celular.

Att
Jornalista Simone Costa

Assessoria de Comunicação
simonecosta.jornalista@gmail.com

(48) 99976 8698/ 99102 4803

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *