Produtores de cebola são autuados por contratações ilegais no estado

cebola

Produtores de cebola de Alfredo Wagner, na Grande Florianópolis, foram autuados por contratações ilegais no estado. Segundo o Ministério do Trabalho, eles contratavam trabalhadores temporários sem formalizar a ocupação, o que é considerada uma prática ilegal.

Na cidade da Grande Florianópolis, cerca de 1,8 mil famílias vivem da produção da cebola. Os produtores pedem mais prazo para se adequarem às normas, além de mudanças nas leis. Segundo o agricultor Márcio, multado em R$ 12 mil, as leis devem ficar mais próximas da realidade vivida por eles. “Quem trabalha em um escritório não sabe como funciona na prática”, disse ele.

Para o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, Pedro Menezes, há necessidade de orientação. “Se a adequação for aos poucos, com certeza seria melhor. Acho que precisamos de um trabalho de orientação”, afirmou. 

O superintendente do Ministério do Trabalho, Luis Miguel Viegas, afirmou que vai ouvir relatos dos agricultores sobre a fiscalização nas plantações de cebola, além de escutar o Ministério Público do Trabalho. “Só depois de conversar com os dois lados vamos ver se é possível dar mais essa chance”, explicou.

Fonte: G1 Santa Catarina

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *