Vacinação contra febre amarela em São Paulo recebe suporte de R$ 15,8 milhões

Vacinação contra febre amarela em São Paulo recebe suporte de R$ 15,8 milhões

Com o objetivo de reforçar a campanha de vacinação contra a febre amarela em todo o estado de São Paulo, o Ministério da Saúde vai repassar R$ 15,8 milhões. Na região, foram registrados cerca de 300 macacos mortos com a doença somente em 2017.

O Brasil não registra a transmissão urbana da febre amarela, a mais grave, desde 1942, por meio do Aedes aegypti. Porém, apenas neste ano, foram 23 casos da forma silvestre, transmitida pelo mosquito Haemagogus, em moradores do interior paulista. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, desses pacientes, dez morreram. A medida para liberação da verba foi publicada nessa terça-feira (26), no Diário Oficial da União.

Rovena Rosa/Agência Brasil

Ministério da Saúde repassa verba a São Paulo para combate à febre amarela

Sintomas

Entre os sinais que ocorrem, de acordo com o Ministério da Saúde, estão início súbito de febre, fadiga, dores nas costas, dores no corpo em geral, calafrios, dor de cabeça intensa, náuseas e vômitos e fraqueza. Por volta de 15% das pessoas que passam por esses primeiros sintomas apresentam estágio mais grave da doença após breve período de calma.

O paciente que enfrenta a fase grave pode desenvolver febre alta, coloração amarelada da pele e do branco dos olhos, hemorragia e, eventualmente, insuficiência de múltiplos órgãos. Se identificados qualquer dos sintomas, é indicado procurar um médico e informar sobre possíveis viagens para áreas de risco de contágio.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Agência Brasil e Ministério da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *