Vereadores cobram agilidade no conserto de ambulância do Samu

Vereadores cobram agilidade no conserto de ambulância do Samu

O conserto de uma ambulância do Samu de Morro da Fumaça levou os vereadores a concessionária responsável pelo veículo em Criciúma. Conforme técnicos da loja, por ser codificada, a peça em questão precisa vir da França, sede da marca. “Nos falaram que a peça foi solicitada no dia 24 do mês passado e infelizmente pode levar até 40 dias para chegar. Nos deixaram claro que fizeram o que estava ao alcance deles. Infelizmente quem sofre com isso é a comunidade. Mas, como vereadores, vamos seguir cobrando e acompanhando esta situação, fala o vereador Edivaldo Marcolino, o Vado (PMDB). Além dele, também estiveram no local os vereadores José Carlos Bortolin, o Calita e Raimundo Marques, o Mundi, ambos do PMDB e Alisson Félix Bertan (PR).

O assunto foi levantado na sessão desta terça-feira após Indicação de autoria do vereador Vado. “Ainda  na terça-feira combinamos com o secretário Municipal de Saúde para irmos juntos à concessionária, mas infelizmente ele não nos acompanhou. Foi uma demagogia por parte dele, mas que bom que após os vereadores levantarem a necessidade da comunidade, o Governo Municipal tomou uma atitude, enfatiza o vereador Félix.

Vado ainda teve Indicação que pede que a antiga ambulância do Samu seja colocada novamente em atividade. “Este veículo foi todo descaracterizado e colocá-lo novamente em funcionamento amenizaria o problema”, comenta.

Como possibilidade, os vereadores também tentam buscar uma ambulância junto à Coordenação Geral do Samu, em Florianópolis. “Entramos em contato com o Gerente Regional de Saúde, Fernando de Fáveri que se comprometeu em nos ajudar neste pleito”, revela Calita.

Mundi também destaca a importância da solução deste problema. “Vamos buscar alternativas para que esta situação seja solucionada o quanto antes. Os fumacenses não podem sofrer devido a este problema, diz.

Marciano

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *