Vigilância de Morro da Fumaça intensifica cuidados contra o Aedes Aegypti

Vigilância de Morro da Fumaça intensifica cuidados contra o Aedes Aegypti

Com o constante risco e o aparecimento de larvas do vírus Aedes Aegypti, mosquito causador de doenças como a Dengue e a microcefalia em grande parte do país, a Administração Municipal e Secretaria do Sistema de Saúde e Assistência Social, através da Vigilância Epidemiológica de Morro da Fumaça está trabalhando constantemente para manter a cidade fora da lista dos municípios que estão em alerta.

 A equipe da vigilância tem trabalho incessantemente e possui hoje, 63 armadilhas visitadas semanalmente. São 20 pontos estratégicos, que são inspecionados com regularidade. Está sendo feita também, a atualização do RG (reconhecimento geográfico), que é atualização dos imóveis por tipo, dentro no município.

 A Vigilância Sanitária tem recebido as denúncias sobre locais com água parada, e tem tomado providências em todas as denuncias, através da agente de endemias, verificando o local e observando se há larvas do Mosquito.

 A população pode e deve ajudar, removendo objetos que acumulam água como pneus, vazilhas e também evitando jogar lixo em terreno baldio e etc. A administração explica que é de responsabilidade do proprietário ou responsável pelo imóvel, manter limpo e organizado, em condições habitáveis, que não traga risco a terceiros.

 Três doenças, um só mosquito.

Os vírus que causam essas doenças são transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti. Elas apresentam sinais e sintomas
parecidos, mas têm níveis de gravidade diferentes e não há tratamento específico. Recentemente, o Ministério da Saúde confirmou a relação do vírus Zika com os casos de
microcefalia em bebês, já registrados em 18 estados do país.
Observe o ambiente que você vive. Eliminar os criadouros do mosquito é a melhor estratégia para evitar essas doenças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *